Artigos

Vamos falar de Stealthing ?

Em tradução livre “stealthing” quer dizer “dissimulação” e consiste na remoção não consentida do preservativo durante o ato sexual. E muita gente deve estar se perguntando: mas isso é grave?

Sim, isso é muito grave! Aliás, isso é crime!

O stealthing é uma agressão tanto ao corpo quanto a mente da pessoa que não consentiu. Infelizmente essa é uma prática comum, principalmente entre o público mais jovem que está iniciando a vida sexual, muitas vezes essas pessoas se calam por não entenderem que se trata de um abuso e que pode trazer muitas consequências, seja uma gravidez indesejada, uma DST (doença sexualmente transmissível) e principalmente um dano psicológico.

Atualmente, no nosso país, não existe nenhuma estatística em relação ao stealthing, porém acredita-se que as mulheres e homens homossexuais são as maiores vítimas dessa situação. Olhando para o nosso meio, muito provavelmente já ouvimos alguma história como essa e por falta de orientação também nos calamos ou achamos algo sem tanta importância, o que faz com que a vítima se senta mais vulnerável e valida ainda mais a posição do abusador.

A legislação brasileira entende como estupro todo contato físico não consentido, porém não temos nenhum artigo que explique o ato sexual consentido, porém com a remoção do preservativo de forma não consensual, o que dificulta o enquadramento jurídico, no entanto isso não é motivo para que os processos não sejam abertos e para que as vítimas não exponham a verdade.

Os danos psicológicos, nesses casos, podem ser devastadores, pois a pessoa, além de estar numa posição de vulnerabilidade, é frequentemente julgada como alguém que está fazendo tempestade num copo d’água, e isso pode distorcer a imagem que ela tem de si mesmo, afetando autoestima, gerando episódios de ansiedade, depressão e afetando a forma como essa pessoa se relaciona sexualmente.

Lembrem-se: o ato sexual faz parte da vida e ele deve ser prazeroso para todos e o prazer passa pelo consentimento. Qualquer coisa que seja feita sem a sua vontade é uma violação e você não deve se calar.

 

Gabrieli Orcelli dos Reis
CRP 06/145473

Deixe uma resposta